1 Reis 6

1Salomão começou a construção do templo do SENHOR quatrocentos e oitenta anos depois da saída dos israelitas do Egipto. Havia quatro anos que Salomão era rei de Israel. Os trabalhos de construção começaram durante o mês de Ziv, isto é, o segundo mês do ano. 2O templo que o rei Salomão construiu para o SENHOR media trinta metros de comprimento, dez metros de largura e quinze metros de altura. 3O pórtico à entrada do templo media dez metros de largura, tanto como a largura do templo, e cinco metros de profundidade. 4Salomão fez no templo janelas com persianas e grades. 5Construiu, contra as paredes do templo e os muros que rodeavam o edifício, um anexo de três andares em volta do templo e do santuário, ficando assim o edifício rodeado pelos andares laterais. 6O rés-do-chão do anexo tinha dois metros e meio de largura, o andar do meio tinha três metros e o andar superior, três e meio, porque a parede exterior do templo não tinha toda a mesma espessura: era mais grossa em baixo, menos grossa no andar do meio e ainda menos no andar superior, de modo que as vigas dos andares do anexo, apoiando-se nos ressaltos, não entravam nas paredes do templo. 7Na construção do templo só se empregaram pedras já preparadas na pedreira, de modo que, durante os trabalhos da construção, não se ouvia qualquer barulho de martelos, nem de cinzéis, nem de qualquer outra ferramenta. 8A porta do rés-do-chão ficava no lado sul do templo. Para subir ao andar do meio e ao de cima havia uma escada de caracol. 9Quando acabou de construir o templo, Salomão mandou-o cobrir com traves e pranchas de cedro. 10Os três andares que construiu em volta do edifício tinham dois metros e meio de altura cada um e estavam ligados ao templo com vigas de cedro apoiadas nos ressaltos das paredes. 11Então o SENHOR disse a Salomão: 12«Quanto ao templo que estás a construir, quero dizer-te que, se te conduzires de acordo com as minhas leis e os meus decretos e cumprires todos os meus mandamentos, eu cumprirei aquilo que a teu respeito prometi a David, teu pai. 13Viverei aqui entre os israelitas e não abandonarei Israel, meu povo.» 14Assim Salomão terminou a construção do templo. 15As paredes interiores, desde o pavimento até ao tecto, bem como todo o interior do templo foram revestidos com tábuas de cedro; o pavimento foi assoalhado com tábuas de cipreste. 16Ao fundo do templo, construiu uma divisão com tábuas de cedro, desde o soalho até ao tecto, com dez metros de comprimento, que destinou para o lugar santíssimo. 17A nave do templo, em frente do santuário, media vinte metros de comprimento. 18As tábuas de cedro que revestiam o interior do templo estavam entalhadas com flores e frutos; tudo estava revestido de cedro, não se vendo uma única pedra. 19Salomão preparou o santuário no templo, para lá colocar a arca da aliança do SENHOR. 20O interior do santuário, que media dez metros de comprimento, dez metros de largura e dez metros de altura, estava revestido de ouro puro. Salomão fez também em frente do santuário um altar revestido de cedro. 21Todo o interior do templo estava revestido de ouro puro; diante do santuário, que também estava revestido de ouro puro, havia umas correntes de ouro. 22Portanto, todo o interior do templo estava revestido de ouro, bem como o altar, que estava diante do santuário. 23Dentro do santuário pôs dois querubins de madeira de oliveira. Cada um deles media cinco metros de altura 24e cada uma das suas asas media dois metros e meio. Assim de uma extremidade à outra das asas, cada querubim media cinco metros. 25Os dois querubins tinham as mesmas dimensões e a mesma forma, 26isto é, ambos tinham cinco metros de altura. 27Salomão pôs os querubins no santuário, ao fundo do templo. As suas asas estendiam-se de modo que a asa de um tocava numa parede e a asa do outro tocava na parede oposta; as outras duas asas tocavam-se entre si no meio do santuário. 28Salomão revestiu também de ouro os querubins. 29Em todas as paredes interiores e exteriores do templo mandou entalhar, dum lado e doutro, figuras de querubins, palmeiras e flores abertas. 30Também cobriu de ouro todo o soalho tanto do templo como do santuário. 31As portas do santuário eram de madeira de oliveira; a trave por cima das portas fazia um bico para cima. 32Ambas as portas foram decoradas com figuras entalhadas de querubins, palmeiras e flores abertas. Todas as figuras foram revestidas de ouro. 33Para a entrada da nave principal do templo mandou fazer uma moldura rectangular de madeira de oliveira. 34As duas portas eram de madeira de cipreste, cada uma com dois batentes giratórios; 35nelas foram entalhadas figuras de querubins, palmeiras e flores abertas, todas revestidas de ouro. 36Em volta do átrio interior construiu um muro de três ordens de pedra trabalhada e uma fileira de traves de cedro. 37Assim no mês de Ziv, no quarto ano do reinado de Salomão, foram postos os alicerces do templo do SENHOR 38e no mês de Bul, que é o oitavo mês, no décimo primeiro ano do seu reinado, ficou terminado o templo, com tudo o que era necessário e conforme estava estabelecido. Salomão construiu-o em sete anos.

will be added

X\