1 Reis 2

1Sentindo David que se aproximava o dia da sua morte, deu ao seu filho Salomão estas instruções: 2«Vou seguir o caminho de todos os mortais. Sê corajoso e porta-te como um homem. 3Respeita as ordens do SENHOR, teu Deus, fazendo a sua vontade e cumprindo as suas leis, mandamentos, decretos e preceitos, segundo o que está escrito na Lei de Moisés. Assim tudo o que fizeres e tudo o que empreenderes será bem sucedido. 4Deste modo, o SENHOR cumprirá a promessa que me fez, dizendo-me que, se os meus filhos seguissem a sua vontade e se conduzissem com lealdade para com ele, com todo o seu coração e toda a sua alma, nunca faltaria na minha descendência quem ocupasse o trono de Israel. 5Bem sabes o que me fez Joab, filho de Seruia, como ele assassinou os dois generais do exército de Israel, Abner, filho de Ner, e Amassá, filho de Jéter. Joab matou-os em tempo de paz, para vingar o sangue derramado na guerra, tornando-se responsável por esse crime. 6Portanto, procede com inteligência e não o deixes ter uma morte tranquila. 7Quanto aos filhos de Barzilai, de Guilead, trata-os com bondade e convida-os para a tua mesa, pois eles protegeram-me quando eu fugia de teu irmão Absalão. 8Há também Simei, filho de Guera, da cidade de Baurim, em Benjamim. Foi ele que me lançou uma terrível maldição, no dia em que me retirava para Manaim. Mas como veio ao meu encontro, ao passar o rio Jordão, jurei-lhe pelo SENHOR que não o mataria. 9Tu, porém, não lhe perdoes. És inteligente e saberás como proceder com ele. Faz com que ele morra de morte violenta.» 10David morreu e foi sepultado junto dos seus antepassados, na cidade de David. 11Foi rei de Israel durante quarenta anos, dos quais, sete em Hebron e trinta e três em Jerusalém. 12Salomão sucedeu no trono a David, seu pai, e o seu reinado foi muito estável. 13Adonias, filho de David e de Haguite, foi visitar Betsabé, mãe de Salomão, e ela perguntou-lhe: «Vens como amigo?» Ele respondeu: «Sim, 14tenho uma coisa para te dizer!» «Então diz», respondeu ela. 15E Adonias acrescentou: «Tu sabes que o reino me pertencia e que todo o povo de Israel esperava que eu fosse o rei. Porém o direito de reinar foi dado ao meu irmão, porque o SENHOR decidiu que fosse para ele. 16Agora só te quero pedir um favor. Não mo recuses.» «Fala!», respondeu ela. 17Ele então disse: «Rogo-te que peças ao rei Salomão, que nada te recusará, que me dê por esposa Abisag, a sunamita.» 18«Está bem. Eu falarei por ti ao rei.» — Disse Betsabé. 19Betsabé foi falar com o rei Salomão a respeito de Adonias. O rei levantou-se para receber a sua mãe e inclinou-se respeitosamente diante dela. Depois sentou-se no trono, ordenou que trouxessem uma cadeira para a sua mãe e pediu-lhe que se sentasse à sua direita; 20ela disse-lhe então: «Quero pedir-te um pequeno favor. Rogo-te que não mo negues.» Ele respondeu: «Pede-me o que quiseres, minha mãe! Nada te recusarei.» 21Disse então Betsabé: «Peço-te que Abisag, a sunamita, seja dada por esposa a teu irmão Adonias.» 22Então Salomão disse à sua mãe: «Por que pedes Abisag para Adonias? Só falta que me peças que lhe entregue o reino, porque é o meu irmão mais velho e porque tem a seu favor o sacerdote Abiatar e Joab, filho de Seruia.» 23Dito isto, o rei Salomão jurou pelo SENHOR: «Que Deus me castigue com dureza, se eu não fizer Adonias pagar com a sua vida este pedido que fez! 24Pelo SENHOR, que me colocou e confirmou no trono de David, meu pai, e que deu a realeza à minha família, como tinha prometido, juro que Adonias morrerá hoje mesmo!» 25O rei Salomão deu ordem a Benaías, filho de Joiadá, para o ir matar e ele foi e matou Adonias. 26Salomão disse também ao sacerdote Abiatar: «Vai para as terras que tens em Anatot! Merecias a morte, mas não te matarei agora, porque transportaste a arca do SENHOR Deus, diante de David, meu pai, e sofreste as mesmas aflições que ele.» 27Salomão destituiu Abiatar das suas funções sacerdotais, cumprindo-se assim aquilo que o SENHOR dissera em Silo, contra a família do sumo sacerdote Eli. 28Logo que Joab ouviu o que tinha acontecido a Adonias e a Abiatar, fugiu para o santuário do SENHOR e agarrou-se aos cantos do altar. Ele de facto tinha apoiado Adonias, embora não tivesse apoiado Absalão. 29Mas alguém informou o rei Salomão de que Joab tinha fugido para o santuário do SENHOR e se tinha refugiado junto do altar. Então Salomão enviou Benaías, filho de Joiadá, para que o matasse. 30Benaías foi ao santuário e disse a Joab: «O rei ordena que saias daí.» Joab respondeu: «Não saio, quero morrer aqui.» Benaías foi ter com o rei e contou-lhe o que Joab tinha dito. 31Salomão respondeu: «Faz como ele disse. Mata-o e sepulta-o, e assim afastarás de mim e dos descendentes de meu pai a culpa dos crimes cometidos por Joab contra gente inocente. 32Que o SENHOR dê a Joab a morte que ele mesmo merecia, porque, sem conhecimento de meu pai, matou à espada dois homens mais honrados e melhores do que ele: Abner, filho de Ner, general do exército de Israel, e Amassá, filho de Jéter, general do exército de Judá. 33A culpa dessas mortes recairá sobre Joab e sobre a sua descendência, para sempre. Porém a David, à sua descendência e aos seus sucessores o SENHOR dará paz, para sempre.» 34Então Benaías voltou ao santuário e matou Joab. Sepultaram-no na sua propriedade, num descampado. 35O rei substituiu Joab por Benaías, no comando do exército, e Abiatar por Sadoc, como sacerdote do santuário. 36O rei mandou chamar Simei e disse-lhe: «Faz para ti uma casa em Jerusalém e fica a viver nela. Não podes sair de lá para nenhuma parte, 37porque, no dia em que saíres e atravessares o ribeiro de Cédron, serás morto. E a culpa será só tua.» 38Simei respondeu ao rei: «Estou de acordo. Farei como Vossa Majestade, meu Senhor, me ordenou.» E assim, Simei viveu bastante tempo em Jerusalém. 39Mas passados três anos, dois escravos seus fugiram e foram viver com Aquis, filho de Macá, que era rei de Gat. Quando disseram a Simei que os seus dois escravos estavam em Gat, 40ele montou no seu jumento e foi ter com Aquis a Gat, em busca dos seus escravos, que levou de volta para Jerusalém. 41Quando disseram a Salomão que Simei tinha ido a Gat, 42mandou-o chamar e disse-lhe: «Não te fiz jurar em nome do SENHOR e não te avisei de que, no dia em que saísses para qualquer parte, serias morto? E não me respondeste dizendo: “Estou de acordo com o que ouvi”? 43Por que não cumpriste então o juramento que fizeste ao SENHOR nem obedeceste ao que te ordenei? 44Sabes perfeitamente o mal que fizeste a David, meu pai; por isso, o SENHOR fará recair sobre ti o mal que fizeste. 45Porém eu, o rei Salomão, serei abençoado e o trono de David ficará estabelecido para sempre, diante do SENHOR.» 46Depois o rei deu ordens a Benaías, filho de Joiadá, e ele foi matar Simei. E assim se confirmou o reino nas mãos de Salomão.

will be added

X\