1 Reis 16

1Então o SENHOR falou ao profeta Jeú, filho de Hanani, e deu-lhe a seguinte mensagem contra Bacha: 2«Eras um homem insignificante e escolhi-te para seres o chefe do meu povo de Israel. Tu, porém, seguiste as pisadas de Jeroboão e levaste o meu povo a cometer pecados que provocaram a minha ira; 3por isso, Bacha, vou acabar contigo e com a tua família; vou tratar-vos como tratei a família de Jeroboão, filho de Nebat. 4Todos os da tua família que morrerem na cidade serão devorados pelos cães; e se morrerem no campo, serão comidos pelos abutres.» 5O resto da história de Bacha, as suas acções e os seus grandes feitos, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 6Bacha morreu e foi sepultado na cidade de Tirça. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Elá. 7Quando o SENHOR enviou a sua mensagem a Bacha e à sua família, por intermédio do profeta Jeú, filho de Hanani, fê-lo por duas razões: primeiro, por Bacha e os seus familiares terem feito o que desagradava ao SENHOR e provocado a sua ira, como fizeram Jeroboão e a sua família; segundo, por Bacha ter massacrado toda a família de Jeroboão. 8No vigésimo sexto ano do reinado de Asa, rei de Judá, Elá, filho de Bacha, tornou-se rei de Israel. Reinou em Tirça, durante dois anos. 9Zimeri, um dos seus oficiais, encarregado de metade da cavalaria do rei, conspirou contra ele. Um dia em Tirça, em casa de Arça, intendente do palácio real, quando o rei bebeu até se embriagar, 10Zimeri entrou lá e assassinou Elá, sucedendo-lhe no trono. Isto aconteceu no vigésimo sétimo ano do reinado de Asa, rei de Judá. 11Logo que subiu ao trono, Zimeri mandou matar todos os membros da família de Bacha, sem deixar escapar ninguém do sexo masculino, fosse parente ou amigo. 12Assim exterminou toda a família de Bacha, conforme o SENHOR anunciara pela palavra do profeta Jeú. 13Tudo isto aconteceu porque Bacha e o seu filho Elá tinham pecado e levado o povo de Israel a pecar também, provocando a ira do SENHOR, Deus de Israel, com os seus ídolos inúteis. 14O resto da história de Elá com os seus feitos, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 15No vigésimo sétimo ano do reinado de Asa, rei de Judá, Zimeri tornou-se rei em Tirça. Reinou durante sete dias. As tropas israelitas tinham sitiado Guibeton, cidade ocupada pelos filisteus. 16Mas quando souberam que Zimeri tinha conspirado contra o rei e o assassinara, proclamaram como seu rei, em pleno acampamento, o general Omeri, comandante do exército de Israel. 17Omeri partiu de Guibeton, com todo o seu exército, e foi cercar Tirça. 18Quando Zimeri viu que a cidade ia ser tomada, meteu-se no palácio real, incendiou-o e morreu no incêndio. 19Tudo isto aconteceu porque Zimeri tinha pecado, fazendo aquilo que desagradava ao SENHOR, como fizera Jeroboão, levando o povo de Israel a pecar também. 20O resto da história de Zimeri e da sua conspiração está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 21Depois da morte de Zimeri, o povo de Israel ficou dividido em duas facções: metade do povo queria proclamar Tibni, filho de Guinet, como seu rei; a outra metade queria proclamar Omeri. 22A facção de Omeri prevaleceu contra a de Tibni, filho de Guinet. Tibni morreu e Omeri foi proclamado rei. 23No trigésimo primeiro ano do reinado de Asa, rei de Judá, Omeri tornou-se rei em Israel. Reinou durante doze anos. Os primeiros seis anos reinou em Tirça, 24depois comprou o monte de Samaria, por seis mil peças de prata, a um homem chamado Sémer. Ali construiu uma cidade fortificada, a que chamou Samaria, porque o anterior dono do monte se chamava Sémer. 25Omeri pecou contra o SENHOR, mais do que qualquer dos seus antecessores. 26Seguiu as pisadas de Jeroboão, filho de Nebat, que tinha levado o povo de Israel a pecar, irritando o SENHOR, Deus de Israel, com a sua inútil idolatria. 27O resto da história de Omeri, as suas acções e os seus grandes feitos, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 28Omeri morreu e foi sepultado em Samaria. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Acab. 29No trigésimo oitavo ano do reinado de Asa, rei de Judá, Acab, filho de Omeri, tornou-se rei em Israel. Reinou vinte e dois anos, em Samaria. 30Acab, porém, pecou contra o SENHOR, mais do que os seus antecessores. 31Não se contentou em pecar como o rei Jeroboão; foi mais longe e casou com Jezabel, filha de Etbaal, rei de Sídon, acabando por prestar culto a Baal. 32Acab construiu um templo a Baal em Samaria, fez um altar para os sacrifícios 33e um monumento à deusa Achera. Por todas as suas acções, Acab irritou o SENHOR, Deus de Israel, mais do que qualquer outro dos reis de Israel que o precederam. 34Durante o reinado de Acab, Hiel de Betel reconstruiu a cidade de Jericó. Tal como o SENHOR anunciara pela voz de Josué, filho de Nun, Hiel perdeu o seu filho mais velho, chamado Abiram, ao lançar os alicerces, e perdeu o seu filho mais novo, chamado Segub, quando construiu as portas.

will be added

X\