1 Reis 14

1Por aquele tempo, Abias, filho de Jeroboão, caiu doente. 2E Jeroboão disse à sua mulher: «Disfarça-te, para que não descubram que és a minha mulher, e vai a Silo, onde vive o profeta Aías, que me anunciou que eu seria rei de Israel. 3Leva-lhe dez pães, um bolo e um pote de mel. Pergunta-lhe o que vai acontecer ao nosso filho e ouve o que ele te diz.» 4A mulher de Jeroboão assim fez: dirigiu-se a Silo e foi procurar o profeta Aías em sua casa. Aías já estava cego por causa da velhice, 5mas o SENHOR tinha-o avisado de que a mulher de Jeroboão iria consultá-lo acerca do seu filho, que estava doente. O SENHOR disse-lhe também o que devia responder e avisou-o de que ela iria disfarçada. 6Quando Aías ouviu o ruído dos seus passos ao entrar pela porta, disse-lhe: «Entra, mulher de Jeroboão; por que te fazes passar por outra? Tenho uma triste notícia para te dar. 7Vai dizer a Jeroboão que esta é a mensagem que o SENHOR, Deus de Israel, lhe envia: “Eu escolhi-te de entre o povo e fiz de ti chefe do meu povo de Israel. 8Retirei o reino à dinastia de David para to dar. Mas tu não tens sido como o meu servo David, que cumpriu os meus mandamentos e se manteve fiel para comigo com todo o seu coração, fazendo sempre o que me agradava. 9Ora, tu tens-te comportado pior do que aqueles que reinaram antes de ti. Atiraste-me para trás das costas e provocaste a minha ira, ao fazer ídolos e imagens de metal para os adorarem. 10Por causa disso, provocarei o desastre da tua dinastia e darei morte a todos os teus descendentes masculinos em Israel, sejam velhos ou novos, sejam escravos ou livres. Varrerei a tua descendência, como se varre o esterco, até desaparecer por completo. 11Os familiares de Jeroboão que morrerem na cidade serão devorados pelos cães; e os que morrerem no campo serão comidos pelos abutres; pois fui eu, o SENHOR, que assim o determinei.” 12Quanto a ti, mulher de Jeroboão, volta para tua casa. Logo que entrares na cidade, o teu filho morrerá. 13Todo o povo de Israel fará o funeral e o acompanhará no enterro. Mas este será o único familiar de Jeroboão que terá sepultura, pois foi o único desta família para quem o SENHOR, Deus de Israel, olhou com agrado. 14O SENHOR mesmo vai designar um novo rei de Israel, que acabará com a dinastia de Jeroboão. Olha, está mesmo a acontecer! 15O SENHOR castigará Israel. Como o caniço é levado pelas águas, assim o SENHOR arrancará Israel desta boa terra que tinha dado aos seus antepassados e os lançará para além do rio Eufrates, como castigo por terem irado o SENHOR, fabricando símbolos da deusa Achera. 16O SENHOR abandonará Israel, por causa dos pecados de Jeroboão, que pecou e levou o povo de Israel a pecar.» 17A mulher de Jeroboão voltou para Tirça. No momento em que passou o umbral da porta da sua casa, morreu o seu filho. 18Levaram-no a enterrar e todo o povo de Israel participou no funeral, conforme o profeta Aías tinha anunciado da parte do SENHOR. 19O resto da história de Jeroboão, as suas guerras e o seu governo, está escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 20Jeroboão tinha vinte e dois anos de reinado, quando morreu. E à sua morte, sucedeu-lhe no trono o seu filho Nadab. 21Roboão, filho de Salomão, tinha quarenta e um anos de idade, quando se tornou rei de Judá e reinou durante dezassete anos em Jerusalém, a cidade que o SENHOR tinha escolhido de entre todas as de Israel, para nela fazer o seu santuário. A mãe de Roboão chamava-se Naamá e era de Amon. 22O povo de Judá desagradou ao SENHOR e fez mais para provocar a sua ira do que os seus antepassados, com todos os pecados que cometeram. 23Construíram santuários para falsos deuses e ergueram monumentos pagãos e símbolos da deusa Achera, no cimo de todas as colinas, onde quer que houvesse árvores frondosas. 24Havia até homens e mulheres que praticavam a prostituição naqueles santuários pagãos. O povo de Judá entregou-se a todas essas práticas vergonhosas dos povos que o SENHOR tinha expulsado para dar lugar aos israelitas. 25No quinto ano do reinado de Roboão, o rei Chichac, do Egipto, marchou contra Jerusalém 26e levou os tesouros do templo do SENHOR e do palácio real, incluindo os escudos de ouro que Salomão mandou fazer. 27Para os substituir, Roboão mandou fazer escudos de bronze, que confiou ao cuidado dos chefes dos soldados que guardavam as portas do palácio real. 28Assim, sempre que o rei ia ao templo do SENHOR, os guardas levavam os escudos e voltavam depois a guardá-los no seu lugar, no quartel. 29O resto da história de Roboão e de tudo o que ele fez está escrito no livro das Crónicas dos Reis de Judá. 30Durante todo este tempo, Roboão e Jeroboão estiveram sempre em guerra. 31Roboão morreu e foi sepultado com os seus antepassados na cidade de David. A sua mãe chamava-se Naamá e era de Amon. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Abiam.

will be added

X\