1 Coríntios 13

1Se eu for capaz de falar todas as línguas dos homens e dos anjos e não tiver amor, as minhas palavras são como o badalar de um sino ou o barulho de um chocalho. 2Se eu tiver o dom de declarar a palavra de Deus, de conhecer os seus mistérios e souber tudo; e se eu tiver uma fé capaz de transportar montanhas e não tiver amor, não valho nada. 3Ainda que eu dê em esmolas tudo o que é meu, se me deixar queimar vivo e não tiver amor, de nada me serve. 4O amor é paciente e prestável. Não é invejoso. Não se envaidece nem é orgulhoso. 5O amor não tem maus modos nem é egoísta. Não se irrita nem pensa mal. 6O amor não se alegra com uma injustiça causada a alguém, mas alegra-se com a verdade. 7O amor suporta tudo, acredita sempre, espera sempre e sofre com paciência. 8O amor é eterno. As profecias desaparecem; as línguas acabam-se; o conhecimento passa. 9Pois tanto as nossas profecias como o nosso conhecimento são imperfeitos. 10Quando chegar aquilo que é perfeito, tudo o que é imperfeito desaparece. 11Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança e pensava como criança. Depois tornei-me adulto e deixei o modo de ser de criança. 12Agora vemos as coisas como num espelho e de maneira confusa. Naquele dia, iremos vê-las frente a frente. Agora o meu conhecimento é imperfeito, mas naquele dia vou conhecer como Deus me conhece a mim. 13Agora existem três coisas: fé, esperança e amor. Mas a mais importante é o amor.

will be added

X\