1 Coríntios 11

1Sigam, pois, o meu exemplo, como eu sigo o exemplo de Cristo. 2Quero felicitar-vos, porque se recordam de mim em tudo e seguem à risca as normas que vos deixei. 3Mas quero que saibam que é Cristo quem tem autoridade sobre todos os homens, tal como o homem tem autoridade sobre a mulher e Deus sobre Cristo. 4O homem que ora ou declara a palavra de Deus com a cabeça coberta ofende a dignidade de Cristo. 5E a mulher que ora ou declara a palavra de Deus de cabeça descoberta, ofende a dignidade do marido. É como se ela se apresentasse de cabeça rapada. 6Se não quer estar de cabeça coberta, é melhor que corte o cabelo. Mas se é uma vergonha para uma mulher andar de cabelo cortado ou rapado, então ela deve andar de cabeça coberta. 7O homem não deve cobrir a cabeça, pois ele é imagem e reflexo de Deus. E a mulher é reflexo do homem. 8Pois não foi o homem que foi tirado da mulher. A mulher é que foi tirada do homem. 9Nem o homem foi feito por causa da mulher, mas sim a mulher por causa do homem. 10Portanto, a mulher deve levar sobre a cabeça o sinal de autoridade, por causa dos anjos. 11Contudo, para o Senhor, nem a mulher existe sem o homem nem o homem sem a mulher. 12Pois se a mulher foi feita do homem, também o homem nasce da mulher. Afinal tudo vem de Deus. 13Julguem por vós mesmos. Acham decente que uma mulher vá fazer oração de cabeça descoberta? 14Não ensina a natureza que usar cabelos compridos é uma vergonha para o homem, 15enquanto os cabelos compridos dão beleza à mulher? É que eles foram-lhe dados para servirem de véu. 16Mas se alguém quiser ainda pôr isto em discussão, saiba que nem eu nem as igrejas de Deus temos outra maneira de proceder. 17Naquilo que vou agora dizer não vos posso louvar. É que as vossas reuniões não contribuem para o bem, mas para o mal. 18Em primeiro lugar, ouço dizer que, mesmo quando se reúnem, ficam divididos. E, em parte, eu acredito. 19Diferenças até é conveniente que existam, para que se saiba quem são os verdadeiros crentes. 20Contudo, ao reunirem-se, não estão a agir como quem participa na ceia do Senhor, 21pois cada um leva consigo a ceia para comer, e enquanto uns ficam com fome outros embriagam-se. 22Não tem cada um a sua casa para lá comer e beber? Por que é que desprezam a igreja de Deus e vão envergonhar os que nada têm? Que querem que vos diga? Que vos louve? Neste ponto, não! 23De facto, eu recebi do Senhor aquilo que vos transmiti. Isto é, que o Senhor Jesus, na noite em que foi entregue, tomou pão, 24deu graças a Deus, partiu-o e disse: «Isto é o meu corpo, entregue para vosso benefício. Façam isto, em memória de mim.» 25Do mesmo modo, no fim da ceia tomou o cálice e disse: «Este cálice é a nova aliança feita através do meu sangue. Sempre que dele beberem, façam-no em memória de mim.» 26Portanto, sempre que comerem este pão e beberem este cálice, estão a anunciar a morte do Senhor até que ele venha. 27Assim, aquele que comer o pão e beber o cálice do Senhor de modo indigno é culpado de ofensa ao corpo e sangue do Senhor. 28Que cada um se examine a si mesmo e, assim, coma deste pão e beba deste cálice. 29Pois se não reconhece o corpo do Senhor, o que faz é comer e beber a sentença da sua própria condenação. 30É por isso que há muitos que estão fracos e doentes no vosso meio e até bastantes que estão mortos. 31Se nos examinarmos a nós mesmos, já não seremos julgados por Deus. 32Quando o Senhor nos julga, corrige-nos, para não sermos condenados com o mundo. 33Enfim, meus irmãos, quando se reunirem para a ceia do Senhor, esperem uns pelos outros. 34Quem tiver fome coma em casa, para que a reunião não vos traga o castigo de Deus. Quanto às outras coisas, darei ordens quando aí for.

will be added

X\