1 Crónicas 21

1Satã levantou-se contra Israel e levou David a fazer o recenseamento do povo. 2David deu a Joab e aos chefes do povo as seguintes ordens: «Vão fazer o recenseamento do povo de Israel, desde o sul até ao norte, e dêem-mo a conhecer, para eu ficar a saber quantos são.» 3Joab respondeu: «O SENHOR faça com que o seu povo se torne cem vezes maior do que é agora. Porventura os israelitas não são todos eles agora teus servidores? Por que pretende o meu senhor cometer uma transgressão que vai recair sobre toda a nação?» 4Mas a palavra do rei tinha mais força que a de Joab. Por tal razão, Joab foi percorrer todo o país e, voltando depois a Jerusalém, 5entregou a David a lista do recenseamento do povo. Em Israel havia um milhão e cem mil homens aptos para a guerra e em Judá havia quatrocentos e setenta mil. 6Joab não fez o recenseamento da tribo de Levi nem da tribo de Benjamim, porque não concordava com a ordem do rei. 7Deus achou muito mal que se tivesse feito o recenseamento e, por isso, castigou Israel. 8David disse então a Deus: «Eu pequei gravemente ao fazer uma coisa destas. O que fiz foi uma loucura. Perdoa-me a minha falta, SENHOR!» 9Então o SENHOR falou assim a Gad, profeta da corte de David: 10«Vai ter com David e diz-lhe em meu nome: “Proponho-te três castigos, para tu escolheres um deles.”» 11Gad foi ter com David, contou-lhe o que o SENHOR tinha dito e perguntou-lhe: «Que é que tu escolhes? 12Três anos de fome, três meses em que andes fugido dos teus inimigos e serás atingido pela sua espada, três dias em que o SENHOR castigará o país com a sua espada, provocando a peste em todo o lado e mandando o seu anjo a espalhar a morte por todo o território? Agora vê lá que resposta hei-de dar àquele que me enviou.» 13David deu esta resposta: «Deixas-me numa angústia terrível, mas julgo que é melhor cair nas mãos do SENHOR, porque é grande a sua misericórdia, do que cair nas mãos dos homens.» 14O SENHOR mandou então uma epidemia sobre o povo de Israel e morreram setenta mil pessoas. 15Deus enviou também o seu anjo a Jerusalém para a destruir mas, quando viu o anjo a destruí-la, o SENHOR teve compaixão e disse ao anjo destruidor: «Basta! Abaixa a mão!» Nesse momento, o anjo do SENHOR estava perto da eira do jebuseu Ornan. 16David levantou os olhos e viu o anjo do SENHOR que estava entre o céu e a terra, com a espada desembainhada na mão, dirigida contra Jerusalém. Então David e os anciãos, vestidos de luto, inclinaram-se com o rosto por terra. 17E David clamou a Deus: «Ó SENHOR fui eu que mandei fazer o recenseamento do povo. Fui eu que pequei e que cometi essa falta. Essa pobre gente não fez mal nenhum. Ó SENHOR, meu Deus, castiga-me portanto a mim e à minha família, mas não castigues o meu povo com esta calamidade!» 18O anjo do SENHOR deu ordem a Gad para ir dizer a David que subisse à eira de Ornan para aí construir um altar em honra do SENHOR. 19E David obedeceu à ordem dada por Gad, em nome do SENHOR. 20Estava na altura Ornan a malhar o trigo. Ao voltar-se, notou a presença do anjo e escondeu-se, com os seus quatro filhos. 21Quando David chegou perto de Ornan, este viu o rei e, saindo da eira, foi inclinar-se diante dele com o rosto por terra. 22Então David disse-lhe: «Cede-me este lugar da eira, para aqui levantar um altar ao SENHOR. Dá-mo em troca do seu valor real em dinheiro, para que se afaste do povo o castigo divino.» 23Ornan respondeu: «Ó rei, meu senhor, aí tem a eira, pode fazer dela o que desejar. Aqui tem igualmente os meus bois que eu lhe dou para os oferecer em sacrifício. Fique também com as grades para delas fazer lenha e leve ainda o trigo, para a oferta de cereais. Ofereço-lhe tudo!» 24Mas o rei David respondeu: «Não quero que me dês nada. Quero comprar isso e pagar tudo pelo seu justo preço em dinheiro. Não vou oferecer ao SENHOR aquilo que te pertence, não vou oferecer holocaustos que não me custam nada.» 25David pagou a Ornan seiscentas moedas de ouro por aquele lugar. 26Edificou ali um altar ao SENHOR e ofereceu holocaustos e sacrifícios de comunhão. Orou ao SENHOR que lhe respondeu, enviando-lhe do céu o fogo para queimar os sacrifícios colocados sobre o altar. 27O SENHOR deu ordem ao anjo para meter a espada na bainha. 28David reconheceu então que o SENHOR tinha escutado o seu pedido na eira do jebuseu Ornan e continuou a oferecer ali sacrifícios. 29Nessa época, o santuário que Moisés tinha feito no deserto e o altar dos sacrifícios encontravam-se ainda no lugar alto de Guibeon. 30Mas David não podia ir lá consultar a Deus, porque tinha ficado aterrado com a espada do anjo do SENHOR.

will be added

X\